Polícia Civil identifica grupo criminoso responsável por furto no Banco do Brasil em Urupá

No último sábado (28/10), a agência do Banco do Brasil, localizado no centro da cidade de Urupá, fora alvo de criminosos que de forma astuta, após arrombarem uma das janelas ao fundo do estabelecimento, adentraram e destruíram o sistema de monitoramento e alarme e, em seguida, abriram o cofre dos seguranças e levarem dois revolves calibres .38, munições, coletes e outros objetos de vestimenta da equipe de segurança.

Após o recebimento da denúncia, a equipe do Sevic da Delegacia de Urupá iniciou os trabalhos investigativo em conjunto com o setor de perícia datiloscópica. Após algumas horas do ocorrido, a Polícia Militar de Urupá, após denúncia anônima, de que elementos estariam escondidos em uma residência na área urbana de Urupá, de posse de uma caminhonete de cor preta, uma Guarnição informou os fatos a Polícia Civil e em trabalho conjunto ambos se dirigiram ao local. Na oportunidade as equipes da Polícia localizaram parte dos objetos utilizados no arrombamento, assim como duas espingardas, contudo os investigados não foram encontrados no local.

Após o flagrante de um morador da residência abordado, a Polícia conseguiu identificar a organização criminosa e descobriu ainda que o grupo estava na cidade há alguns dias planejando a ação criminosa. Os investigadores produziram o relatório circunstanciado e este foi entregue a autoridade policial, Ronaldo Carvalho Campos, que diante dos indícios, representou pela prisão preventiva de todos os envolvidos. Diante das informações, o Judiciário desta Comarca deferiu o pedido.

Os acusados são José Junho Torres de Brito, conhecido pela polícia por roubos a agências bancárias; Mirian Ferreira da Silva, Roberto Martinez Nunes e Marco Antônio Ferreira Marques. Todos estão com prisões decretadas e são considerados foragidos da Justiça. É importante revelar que o êxito deste trabalho só foi possível com a parceria o 1º BPM de Porto Velho, Delegacia de Furtos de Roubos de Porto Velho, PM de Urupá e investigadores da Polícia Civil lotados em Urupá.

A Polícia Civil afirma que os suspeitos encontram-se foragidos e, caso o cidadão tenha alguma informações sobre os acusados apresentados acima, entre em contado pelo número 197 da Polícia Civil ou (069) 3413-2732 (Delegacia de Urupá). Vlae ressaltar que a denuncia pode ser realizada de forma anônima.

Sobre ASCOM