Porto Velho: Polícia Civil cumpre 7 mandados de prisão

A Polícia Civil, através da Polinter – Delegacia Interestadual e de Capturas, segue a rotina de cumprimento de mandados de prisão.

 

Nos dias 09 e 10.05 foram cumpridos três mandados de prisão criminal.

 

Jairo Peixe Pereira foi preso por ter sido condenado no processo 12272-09.2011.8.22.0501, na 1ª Vara do Tribunal do Júri de Porto Velho, desdobramento do IP 049/2011, pelo crime de tentativa de homicídio qualificado, à pena de 8 anos de reclusão em regime semiaberto. Também foi preso em virtude de possuir mandado de prisão condenatório por violência doméstica (lesão corporal e ameaça) no processo 6149-92.2011.8.22.0501, à pena de 5 meses de detenção no regime inicial semiaberto.

 

Kassio de Oliveira Dias não teve seu recurso acolhido e foi preso em virtude de mandado de prisão expedido pela 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, segundo o novo entendimento jurisprudencial que determina o início da execução da pena após a decisão condenatória da segunda instância. Seu caso foi julgado no processo 00017624520138220701, oriundo do IP 074/2013, em segredo de justiça, condenado à 18 anos de reclusão, em regime inicialmente fechado.

 

Washington Gonçalves de Aquino também teve seu recurso negado, desta vez pela 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, a qual expediu mandado de prisão para início da execução da pena. O processo 0016605-62.2015.8.22.0501, oriundo do IP 3761/2015/PP, detectou sua culpa pelo crime de embriaguez na direção, condenado à 8 meses de reclusão em regime semiaberto, suspensão da CNH por 3 meses e 15 dias-multa.

 

No dia 12.05 foram presos Edilson da Silva Colares e Carlos Rosa da Silva.

 

Edilson foi preso por ter sido condenado no crime de porte de munição de arma de fogo de uso restrito, à pena de 3 anos e 6 meses de reclusão, em regime semiaberto, em decorrência do processo 2657-29.2010.8.22.0501, oriundo do IP 116/2009/DRE/Denarc.

 

Por sua vez, Carlos foi preso pelo crime de embriaguez na direção, à pena de 7 meses de detenção em regime semiaberto e 15 dias-multa, pela conduta apurada no processo 00010294920128220011, oriundo do IP 055/2012, da Comarca de Alvorada do Oeste, com recurso não acolhido pela 1ª Câmara Criminal do TJ/RO, que expediu mandado de prisão.

 

E neste domingo, 15.05, a Polinter capturou Luiz Carlos Valério.

 

Em desfavor do mesmo consta mandado de prisão temporária expedido pela 2ª Vara da Comarca de Humaitá/AM, suspeito de ter matado a mulher.

Sobre ASCOM