Ariquemes: Polícia Civil prende padrasto por supostos abusos sexuais à enteada.

Nesta quarta-feira, 01.06, a Polícia Civil em Ariquemes efetuou a prisão de investigado por suposto crime de estupro de vulnerável. A vítima possui 10 anos e o suspeito é seu padrasto.

Segundo o apurado, a criança manifestou desconforto e dores, chamando a atenção de pessoas de convivência da criança, especialmente no ambiente escolar, acionando o Conselho Tutelar que noticiou o fato à Polícia Civil, iniciando-se as investigações.

As informações colhidas indicam que a prática sexual abusiva ocorria desde 2015 e o investigado ameaçava a criança para que não denunciasse o caso.

O padrasto nega a prática do crime, alegando que seria uma armação, sem explicar os motivos. Contudo a perícia aponta que a criança foi abusada sexualmente e a vítima narra os seguidos episódios com riqueza de detalhes.

Diante das provas obtidas, o Delegado de Polícia, Dr. Rodrigo Camargo representou pela prisão preventiva a qual foi prontamente deferida pelo Poder Judiciário.

A prisão foi efetivada próximo a reserva indígena da Tribo Uru-eu-wau-wau, num sítio localizado a aproximadamente 100 km da sede do município de Ariquemes.

O preso foi submetido a exame de corpo de delito e posteriormente à Casa de Detenção de Ariquemes, onde permanecerá à disposição da justiça. Se condenado, poderá cumprir pena de até 15 anos de prisão.

Sobre 86034812100