Ariquemes: Polícia Civil prende mais um suspeito de estupro de vulnerável

Imagem ilustrativa

Nesta segunda-feira, 21.03, a Polícia Civil em Ariquemes, através da DEAM finalizou mais uma investigação por crime de abuso sexual contra menores praticados em Ariquemes.

Desta vez o caso se refere a dois meninos que são irmãos, de 10 anos e 12 anos de idade, abusados sexualmente por um vizinho, na zona rural de Ariquemes.

O fato chegou ao conhecimento da polícia no sábado, 12.03 e hoje às  investigações foram concluídas sob o comando do Delegado Titular,  Dr.  Rodrigo Camargo, resultando na prisão do suspeito.

Conforme apurado, o suspeito atraiu o menino de 12 anos de idade até às margens de um rio, existente na propriedade onde o menor reside, convidando o mesmo para tomar refrigerante enquanto se refrescavam no rio.

O menor,  com a ingenuidade de uma criança,  aceitou o convite do vizinho e o chegar no riacho o investigado começou a mostrar vídeos de sexo explícito ao menino, logo após se despindo, tirado às vestes do menor e acariciado, sendo visto quando se preparava para consumar o estupro. O pai do menor foi informado.

As investigações apontaram que outra criança de 10 anos de idade, é irmão da vítima de 12 anos, também havia sido abusada pelo mesmo investigado.

Assim,  após  inquirir todos os envolvidos e determinar a apreensão dos preservativos,  o Delegado Rodrigo Camargo requisitou perícia no aparelho celular do investigado, tendo o respectivo laudo pericial comprovado o armazenamento de imagens com conteúdo pornográfico no dispositivo.

Diante dos elementos de convicção reunidos pela Polícia Civil a prisão cautelar do suspeito foi determinada pelo juízo da 2ª Vara Criminal Ariquemes.

Diante de tantas provas, ao ser interrogado pela autoridade policial o suspeito confessou os crimes.

Segundo a autoridade policial, o suspeito foi indiciado duas vezes pelo crime de estupro de vulnerável (art. 217-A do Código Penal) e duas vezes pela exibição e armazenamento de conteúdo pornográfico envolvendo criança ou adolescente (art. 241-A do Estatuto da Criança e do Adolescente).

O indiciado foi recolhido à Casa de detenção de Ariquemes onde permanecerá a disposição da justiça.

O nome e as imagens dos envolvidos foram mantidos em sigilo, pois o processo tramita em segredo de justiça para não expor os menores.

Sobre 86034812100