Polícia Judiciária Civil esclarece homicídio de professor em Cacoal-RO

Na tarde desta quinta-feira (15), a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Cacoal, em ação conjunta com a Delegacia de Homicídios, encontraram Adriano Albuquerque da Silveira morto, na zona rural do município de Ministro Andreazza-RO, com o corpo carbonizado.

Adriano Albuquerque da Silveira desapareceu no dia 05/05/2020, no entanto a informação de seu desaparecimento só foi noticiada a Polícia quatro dias depois.

A equipe do Serviço de Investigações e Capturas trabalhou incansavelmente, realizou diligencias no intuito de localizá-lo.e descobriram o possível envolvimento amoroso de Adriano com o suspeito Eduardo Ebermann, após, as imagens do suspeito na motocicleta da vítima.

Eduardo foi encontrado no sítio na Linha 03, em Andreazza e depois de questionado pelos policiais, confessou o crime, indicando o local onde matou e queimou Adriano. A motocicleta e alguns objetos pessoais da vítima também foram encontrados no sítio.

Segundo o suspeito a motivação do crime, foi porque Adriano ameaçou de contar o envolvimento amoroso que os dois possuíam há dois anos, para a esposa do suspeito. O jovem, então, arquitetou a logística do crime e convidou Adriano para uma pescaria, chegando lá houve uma discussão que terminou no assassinato da vítima e posteriormente teve o corpo carbonizado.

O crime causou comoção social, pois o Adriano era um querido professor da rede municipal de ensino de Cacoal. O Delegado Alexandre Baccarini parabenizou sua equipe pelo empenho e excelente trabalho dando a resposta que a sociedade merece. “O crime pode até ocorrer, mas não ficará impune”.

Departamento de Comunicação da Polícia Civil
Por E.O.B.

Sobre ASSCOM