Continuam as fiscalizações nos principais supermercados da capital

A Polícia Judiciária Civil, por intermédio da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Consumidor – DECON/RO, dando continuidade às fiscalizações nos Supermercados, lojas de venda de IPIs, Postos de gasolina, em atenção às inúmeras denúncias da população capital portevelhense, retomou na manhã da quarta-feira (22/04/2020), seus trabalhos de fiscalização.

A delegada de Polícia Civil Dra Noelle Caroline Xavier Ribas Leite, titular da DECON/RO, afirma que a Polícia está vigilante com relação aos preços abusivos dos produtos de primeira necessidade. Explica também que alguns produtos vêm sofrendo alteração de preços nas indústrias e os comerciantes não têm como não repassar esses preços aos consumidores. Informa ainda, que para comprovação dos supostos preços abusivos, se faz necessário, saber o preço de compra das mercadorias. Sendo assim, a nossa primeira atitude durante as fiscalizações é pedir aos comerciantes as notas fiscais de entrada de produtos e depois compará-los com os preços vendidos. Dessa maneira, só se comprova o preço abusivo se o preço de compra for muito superior aos preços vendidos. Não podemos frustra a lei da livre concorrência.

Que estamos diariamente fazendo blitz nos Supermercados, lojas de venda de IPIs, Postos de combustíveis e atendendo as inúmeras denúncias.
A delegada salienta que não existe a possibilidade desabastecimento de produtos nos supermercados, nas distribuidoras de combustíveis e nas distribuidoras de Gás de cozinha.

Com relação aos preços dos combustíveis, a ideia é procurar os postos mais baratos, hoje o preço médio da gasolina em Porto Velho é R$ 4,19 e tem postos de combustíveis com o preço da gasolina comum a R$ 4,08. A tendência é que os preços vão cair ainda mais na próxima semana.
Outro produto muito denunciado é a cartela de ovos que o consumo aumento muito e os comerciantes estão tendo dificuldade em comprar, mas a tendência também é baixa.

O leite também é outro produto que vem baixando gradativamente de preço, encontramos comerciantes vendo o leite a R$ 2,98.

O álcool em gel e as mascaras também vêm baixando significativamente nos comércios da capital, as ofertas desses produtos estão aumentando e os preços estão voltando à normalidade.

O gás de cozinha é outro produto, que apesar da crise da pandemia, vem sofrendo baixa nos preços, ainda que gradativamente pequenos. Hoje é possível comprar o botijão de 13 a R$ 70,00. Seu preço varia entre R$ 70,00 a R$ 80,00.

As denúncias deverão ser encaminhas para Disque denúncia 191 da Polícia Civil ou para o whatssap para denúncia da PC/69 – 98418-7820 ou também para 151 do PROCON

Departamento de Comunicação da PCRO

Sobre ASSCOM